Revista Renascer

mãe
Ser Mulher

Agora sou mãe, e aí?

A maternidade é, sem dúvida, um dos maiores sonhos de uma mulher. É um presente maravilhoso que Deus nos deu. Ter em nosso corpo a possibilidade de gerar uma vida é simplesmente divino! No entanto, essa ilustre missão traz consigo responsabilidades, renúncias e mudanças… Muitas mudanças.

Os desafios existem desde o início. São mudanças no corpo, desconfortos, preocupações, noites sem dormir e muitas dúvidas.  A rotina do casal não é mais a mesma, o que exige compreensão e amadurecimento. No entanto, essa nova experiência proporciona um aprofundamento no relacionamento conjugal.

Há dificuldades, mas as recompensas superam todos os embaraços. Receber de Deus o privilégio de cuidar de alguém, cooperar na formação de um ser, contribuindo para que este se desenvolva e se torne alguém que glorifique a Deus é, certamente, recompensador. Além disso, Deus usa os nossos filhos para nos moldar, nos aproximando mais d’Ele, já que desde o início é preciso compreender que sem Ele não teremos êxito nessa desafiadora missão.

Costuma-se dizer que os filhos não vêm com um manual de instruções, o que em parte eu concordo. Apesar de Deus ter nos dotado com tudo o que é necessário para gerar e cuidar dos nossos filhos, o aprendizado é diário. Por falar nisso, o único Manual de Instrução, totalmente confiável e infalível é a Palavra de Deus. É a ela que tenho recorrido diante das minhas dúvidas, aflições e da sensação de incapacidade, que às vezes me aflige. Buscar sabedoria do Alto é importante em todas as áreas da nossa vida, e na maternidade não é diferente.

Há algumas considerações que precisam ser feitas a respeito da maternidade. Devemos compreender que nossos filhos não vieram ao mundo para satisfazer nossas expectativas (ou de outros), nem para suprir as nossas necessidades emocionais. Não devemos esperar deles perfeição, muitas vezes eles nos farão derramar lágrimas. Eles terão suas próprias experiências com Deus, cometerão erros e aprenderão com eles, assim como aconteceu conosco.

Apesar de desafiadora, a maternidade é maravilhosa. É tão recompensador ver nossas crianças crescendo e retribuindo o nosso amor. Todos os dias me pego admirando os meus filhos e um sorriso surge em meu rosto, meu coração se enche de alegria e gratidão. Não sou merecedora de tamanha benção, é muita graça de Deus. Entendo que eles são um presente e a minha herança.

Ser mãe é amar, e amar com todas as premissas que esta palavra exige. Corrigir, educar, cuidar, renunciar e dar o melhor de si.

Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão”.

(Salmos 127:3)

Agora sou mãe, e aí?

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo