Como cuidar de suculentas em casa?

O nosso Deus, em sua perfeição, criou o céu e a terra, animais e uma enorme variedade de espécies de plantas. “E assim foi. A terra fez brotar a vegetação: plantas que dão sementes de acordo com as suas espécies, e árvores cujos frutos produzem sementes de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom”. (Gênesis 1:11-12). Dentre a diversidade de plantas que existem, gostaria de destacar o grupo de plantas que possuem uma grande variedade de cores, formas e tamanhos: as suculentas. No mundo existem catalogadas em torno de 20 mil espécies de suculentas.

De forma geral, as suculentas são conhecidas como gordinhas, pois a sua folha possui uma grande quantidade de reserva de água (parênquima aquífero). Apesar de cada espécie ter particularidades em seu manejo, essas plantas necessitam de poucos cuidados e são de fácil adaptação em casas, apartamentos e escritórios e têm se tornado as queridinhas das donas de casa e também dos designers de interiores.

Mas, qual o melhor ambiente para as suculentas? Existem suculentas que vivem em espaços com pouca ou muita luminosidade, mas também com luz intermediária. O ideal é sempre buscar a indicação na floricultura ou garden onde está comprando. Veja abaixo a descrição do melhor local, conforme a luminosidade:

  • Plantas de sol pleno: são plantas que necessitam de raios solares direto, portanto, o ideal é colocá-las em local onde há uma incidência de sol constante.
  • Plantas de meia-sombra: geralmente, as plantas de meia sombra precisam em torno de duas a quatro horas de sol direto, principalmente no período da manhã. Por isso, o ideal é colocá-las em ambientes internos, como: sacadas, próximas de uma janela ou
  • Plantas de sombra: são plantas que não precisam de radiação solar direta e podem ficar menos de duas horas no sol.

Cada planta possui suas particularidades, mas em regra geral, as suculentas necessitam de alguns cuidados comuns. Vejamos as principais dúvidas:

  • Solo: em sua maioria as suculentas gostam de solos aerados, ou seja, solos que não se compactam e que favorecem uma boa drenagem da água, impedindo dessa forma, o acúmulo de água e o apodrecimento das raízes.
  • Irrigação: as suculentas não devem ser irrigadas muitas vezes em intervalos de tempo curto. Geralmente, a irrigação acontece quando o substrato estiver seco. Uma forma de saber se a sua plantinha está precisando de água, é inserir o dedo no substrato e ao sentir que a terra está bem seca, é hora de molhar! A água deve ser colocada até que ela vaze pelos poros de drenagem do vaso.
  • Controle de pragas: deve-se verificar continuamente a presença de insetos parasitas que podem aparecer em sua planta, como cochonilhas, ácaros e pulgões. O ideal é remover manualmente quando possível, ou em caso de reincidência, usar produtos específicos para combater esses insetos.

Interessante destacar que algumas espécies podem adquirir diversas tonalidades de cores surpreendentes. A causa desse fenômeno nas suculentas se dá pela presença de pigmentos chamados de antocianinas, que são produzidos por essas plantas em consequência de uma série de fatores ambientais que causam estresse nas gordinhas.

Mas, como deixar as suculentas coloridas? Os fatores ambientais que causam esse estresse e consequente coloração podem estar associados a: excesso de raios solares; diminuição do pH do solo; baixas temperaturas; uso de um substrato antigo, que já esteja mais pobre em nutrientes, estão entre os elementos.

Independente da coloração e da espécie, essas plantinhas com diversidades de espécies são encantadoras e alegram qualquer ambiente. A natureza foi criada por Deus e observando as suculentas, podemos ver a ação, o poder e o Seu cuidado .

“Porque, assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Soberano, o Senhor, fará nascer a justiça e o louvor diante de todas as nações”. (Isaías 61:11).

Wagner Coelho Alves

Wagner Coelho Alves

Biólogo e empreendedor no segmento de cactos e suculentas. Proprietário da Distribuidora: Sementes da Vida - cactos e suculentas, Membro da Igreja Batista Renascer. Contato: @sementesdavidasuculentas

Você também vai gostar de ver