Dieta espiritual? Nem pensar!

Estamos em tempos de uma correria sem fim, as mulheres da atualidade se sentem cada vez mais sobrecarregadas em ter que conciliar tantas tarefas. A agenda lotada e a frase “estou sem tempo” é recorrente na boca de muitas. No final do ano, com a chegada das festas de natal e ano novo, é muito comum começarmos a pensar na “famosa” lista de desejos para o próximo ano, muitas, inclusive, já estão escrevendo.

Essas anotações, muitas vezes, começam com o total de quilos que se quer perder no próximo ano. Com medo de engordar, muitas evitam certos alimentos essenciais ao nosso organismo, como carboidratos, proteínas e outros. No entanto, essa “neurose”, de querer sempre fazer dieta, cega ao ponto de que, mesmo depois de emagrecer, a insatisfação continua.

Se isso estiver acontecendo, é um sinal de que você está fazendo a dieta espiritual. Em muitos momentos de nossa vida passamos por fases difíceis, e, talvez sem perceber, decidimos que o melhor mesmo é a comida espiritual rápida. Lemos a Palavra de Deus rapidamente e pronto, achando que esse rápido “alimento” nos sustentará para um longo período. Grande engano, pois quando não mastigamos a comida de forma adequada, rapidamente sentiremos fome novamente, e em curto período já nos sentiremos vazios.

Na correria do dia-a-dia decidimos que podemos aderir à oração com baixas calorias, sem adição de fé e perseverança. O problema é que os resultados não vêm e ficamos desanimados, nos esquecendo que a Bíblia não é aquelas caixinhas de promessas.

Sem falar no louvor diet, aquele da boca pra fora, que não alimenta as nossas almas e caminha bem distante da verdadeira adoração. Ficamos muitas vezes em frente ao espelho e pensamos que estamos fortes, mas na verdade estamos muito mal.

O que realmente precisamos é meditar na Palavra de Deus e vivê-la em nosso dia-a-dia. O que devemos fazer é nos alimentar de toda palavra vinda de Deus. Dela sim podemos nos alimentar à vontade o quanto quisermos e precisarmos.

É importante também que nós cristãs tomemos muito cuidado com os alimentos do mundo, como à promiscuidade, perversão sexual, o engano, a corrupção, e muitos outros alimentos ruins, pois todas estas coisas são indigeríveis para quem tem o Espírito Santo.

Deus tem nos indicado a alimentação certa para um crescimento saudável, mas para isso precisamos deixar de lado a preguiça, a moleza, e todas as obras da carne (Gálatas 5:19-21).

Portanto, cuide de seu corpo, mas nunca deixe a sua vida espiritual fazer dieta!

Que o Senhor seja o seu único nutricionista espiritual!

“Que Cristo habite pela fé em vossos corações, a fim de que, estando arraigados e fundados em amor, possais compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus”. (Efésio 3:17-19)

Janaina Cintra Pires

Janaina Cintra Pires

Você também vai gostar de ver