Em 2024 vamos amar e servir!

O ano de 2024 chegou e com ele temos novas oportunidades e também muitos desafios. Frente a esse novo cenário, é natural que as pessoas alimentem expectativas positivas e dediquem-se a criar planos, projetos e metas para o ano que se inicia. Nesse sentido, a atitude de amar e servir pode ter um impacto em nossas vidas, pois nos ajuda a fortalecer nossos relacionamentos, promovendo a unidade na comunidade cristã, nos capacitando para enfrentar os desafios que possam surgir durante o ano.

Amar e servir em 2024 parece ser um tema que foge da cultura do mundo, e pode até mesmo criar um contrassenso entre as pessoas. Isso porque infelizmente muitos indivíduos estão cada vez mais egoístas, têm um amor excessivo ao bem próprio e só conseguem realizar ações de acordo com seus interesses e necessidades. Muitos até pensam em amar e servir como uma moeda de troca e assim, frases como “o que eu ganho amando e servindo?” se tornam cada vez mais comum.

Partindo do princípio de que a Bíblia é a Palavra de Deus, e que nela confiamos e a temos como Manual de vida e regra de fé, é preciso meditar no seguinte texto: “Porém vocês, irmãos, foram chamados para serem livres. Mas não deixem que essa liberdade se torne uma desculpa para permitir que a natureza humana domine vocês. Pelo contrário, que o amor faça com que vocês sirvam uns aos outros. Pois a lei inteira se resume em um mandamento só: ‘Ame os outros como você ama a você mesmo” (Gálatas 5:13-14).

Observe que o apóstolo Paulo, ao escrever aos Gálatas, ressalta que os crentes foram chamados para a liberdade, no entanto essa liberdade não deve ser usada como uma desculpa para a autossatisfação ou egoísmo. Em vez disso, ele destaca que a verdadeira liberdade é encontrada no amor mútuo e no serviço desinteressado aos outros.

A verdade é que amar e servir envolvem ação. Não se trata de sentimento ou emoção, mas de atos e práticas cristãs. Dessa forma, amar implica seguir o maior mandamento, como ensinado por Jesus em Mateus 22:37-39, que nos exorta a amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Já o servir está profundamente ligado a esse amor, pois servir aos outros é também uma demonstração prática do nosso amor por Deus e pelo próximo. Além disso, o ato de servir nos aproxima das necessidades dos outros, nos ensina empatia e nos faz crescer espiritualmente, tornando-nos melhores discípulos de Cristo.

Jesus exemplifica o princípio do amar e servir com a Sua própria vida, pois Ele veio não para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida como resgate por muitos. Portanto, Ele é o modelo supremo de liderança através do serviço. Veja o que está escrito em Marcos: “Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos’” (Marcos 10:43-45). Observe que Cristo contrasta a visão de liderança comum ao mundo com a perspectiva que os seguidores de Cristo devem adotar.

Talvez nesse momento você deve estar pensando: “Amar e servir como Jesus é muito difícil” e pode até ser que você tenha esse pensamento por estar passando um momento de tristeza, solidão, abandono ou outros sentimentos que denotam que você quer e precisa mais ser amado do que amar. Nesse caso, vejamos o que nos orienta a Palavra de Deus: “Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo em que faremos a colheita” (Gálatas 6:9). Veja que Paulo nos exorta a não nos cansarmos de fazer o bem, o que implica em continuar praticando ações virtuosas, ajudando os outros e agindo de acordo com os princípios cristãos, mesmo quando encontramos desafios, obstáculos ou aparentemente não vemos resultados imediatos.

Sim, eu sei que os desafios do dia-a-dia são grandes e as crises estão se formando em todo o momento, mas mesmo assim, precisamos tomar uma decisão importante nesse ano que se inicia: Vamos amar a Deus como nunca antes. Para isso, podemos juntos, intensificar a leitura da Bíblia, buscar mais a presença do Senhor com qualidade e comunhão, congregando de forma intensa e sistemática.

Durante o ano, se for preciso perdoar, perdoaremos, pois mesmo que não tenhamos este sentimento, teremos o perdão como decisão, pois Ele nos capacitará para isso através do Espírito Santo. Dessa forma, iremos servir, assim como Ele primeiro nos serviu, dando a Sua vida em amor a nós.

Portanto, em 2024, amar e servir serão os alicerces de nossa jornada, guiando-nos a viver uma vida mais alinhada com os ensinamentos de Jesus e assim vamos fazer a diferença em nosso mundo.

Em 2024, amaremos a Deus e serviremos pessoas.

Que o Senhor te abençoe abundantemente!

Feliz Ano Novo!

Rogério Coutinho

Você também vai gostar de ver

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x