Entrevista com cantor Kleber Lucas

Kleber Lucas nasceu no dia 23 de junho de 1968, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Seus pais Maria Madalena Lucas e Antônio Costa sequer sonhavam que o seu filho fosse desenvolver um ministério tão importante e abençoador. Cantor e compositor da música gospel brasileira, Kleber vê a carreira como um ministério a ser zelado e aperfeiçoado. Confira a entrevista que ele concedeu à Revista Renascer:

  • Conte-nos: como começou a sua carreira?

O primeiro passo para o meu envolvimento com a música foi no coral da igreja, onde aprendi minhas primeiras notas musicais. Em 1988 me mudei para Goiânia, onde fiquei por nove anos fazendo parte do ministério da Comunidade Evangélica, que acabava de nascer. Neste período, estudei Teologia na Escola Bíblica e me dediquei ao aprendizado da música. Em 1997 subi mais um degrau em meu ministério: fui para Brasília, gravei o meu primeiro trabalho solo independente “Rendei Graças”, e comecei a vida como itinerante. Em 1998, voltei para o Rio de Janeiro, assinei um contrato com a MK, minha gravadora até hoje, e lancei o CD “Meu Maior Prazer”. De lá para cá comecei a viajar por todo o Brasil com as minhas canções.

  • Qual a sua relação com a cidade de Goiânia?

Goiás é o meu porto seguro. Nasci no Rio de Janeiro, mas foi em Goiânia que eu cresci espiritualmente quanto ao meu chamado ministerial, por isso tenho uma gratidão muito grande por esse lugar. Além disso, o meu filho mais velho, o Rafa, nasceu em Goiânia, e por aqui também tenho muitos amigos e uma história com a igreja desse Estado. Foi nessa terra que as portas foram abertas para o meu trabalho, e por isso, quando falo de Goiás, o meu coração se enche de alegria e gratidão.

  • Cantor, compositor, pastor e produtor. Dentre todas essas atividades, qual tem mais afinidade?

A música é uma benção em minha vida, mas eu nasci para ser pastor.

  • Como você faz para conciliar a sua carreira de cantor com o ministério pastoral?

Tive que adequar bastante a minha agenda externa, mas procuro priorizar a minha igreja. Deus tem confiado um grande rebanho em minhas mãos, em um lugar onde muitos não acreditavam, o Senhor tem feito maravilhas.

  • Quais são os seus projetos para o futuro?

O meu projeto hoje é cuidar da igreja. Claro que a música estará inserida nesse meio, mas a minha grande paixão hoje é a Igreja Batista Soul, no Rio de Janeiro.

  • Fale um pouco sobre o seu último CD – Pela fé:

Esse CD “Pela fé” é de autoria minha e está relacionado com o momento que estou vivendo, enquanto pastor de igreja local, do chamado missionário e sobre o despertar da igreja para ser uma promotora do reino, servindo ao próximo pela fé.

  • Deixe um recado para a Igreja Batista Renascer em Goiânia:

Pastor João Queiroz é um grande amigo e uma pessoa que respeito muito. A Igreja Batista Renascer é uma igreja acolhedora. Sempre que venho aqui, fico bastante animado, pois vejo os meus vínculos sendo consolidados. Por isso, quero deixar uma palavra para que essa igreja continue sendo missionária em Goiânia, fazendo a diferença na vida de muitas pessoas. Deus abençoe todos vocês!

Marina Oliveira Lopes Coelho

Marina Oliveira Lopes Coelho

Graduada em Letras/Português, pós-graduada em Docência de Língua Portuguesa, professora universitária na área de Linguagem e Comunicação, redatora, revisora e responsável pela Editora Renascer.

Você também vai gostar de ver