Estudante blindado pela palavra de Deus

No dia 11 de agosto é comemorado, no Brasil, o Dia do Estudante. Essa é uma data especial, pois é uma homenagem a todas as pessoas que valorizam o conhecimento ecrescimento pessoal. Essa comemoração acontece desde o ano de 1927, e teve como ponto de partida, algo que ocorreu cem anos antes, isto é, em 1827, na época do recém-instituído Império Brasileiro.

Em 11 de agosto de 1827, por decreto de D. Pedro I, foram criados os dois primeiros cursos de nível superior no país: Ciências Jurídicas e Ciências Sociais. Antes disso, quem quisesse cursar o ensino superior, teria que ir até a Europa, pois era só do outro lado do oceano, que existiam universidades. Dessa forma, somente pessoas de famílias ricas poderiam concluir seus estudos, fato que acentuava ainda mais as diferenças sociais no Brasil.

Dessa forma, a data comemorativa foi instituída por ocasião da comemoração do centenário de criação dos cursos.

Hoje, o estudo se popularizou e passou a fazer parte da rotina das pessoas desde muito cedo. Estudar é exercitar a memória para adquirir conhecimentos e aprender. O estudo trás não somente benefícios financeiros, mas também realização pessoal e possibilidades de atuar de forma mais efetiva na sociedade. Por isso, atualmente, as pessoas se preocupam com uma formação sólida e, muitos, independentemente da idade, retomam os estudos com objetivo de exercer plenamente seu potencial.

Mas, como manter a fé, encarando os desafios de aprender, em um ambiente secular, como a escola e a universidade?

bible-study_724_482_80Estudar e se capacitar é sempre um privilégio, porém isso implica em muitas responsabilidades, e também alguns desafios especiais. Um desses desafios diz respeito a como conciliar a sua fé com determinados ensinos e conceitos que lhe têm sido transmitidos na vida acadêmica. Para ajudá-lo a enfrentar esses desafios, gostaria de fazer algumas considerações e chamar a sua atenção para alguns dados importantes.

É comum, os estudantes enfrentarem no ambiente escolar, uma exortação e uma provocação com relação à sua fé. Mas, os desafios devem servir de incentivo para buscar à Deus e todo o seu poder, defendendo o cristianismo e trabalhando na propagação do Evangelho. O apóstolo Paulo, por exemplo, queria que os coríntios tivessem uma fé testada e amadurecida, por isso recomendou-lhes: “Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem a si mesmos” (2 Coríntios 13:5).

Como estudante, procure encarar de maneira construtiva os desafios com que está se defrontando. Veja-os não como incômodos, mas como oportunidades dadas por Deus para ter uma fé mais madura e consciente, para conhecer melhor as Escrituras, para inteirar-se das críticas ao cristianismo e de como responder a elas, dando o seu testemunho diante dos seus professores e colegas, através de palavras e ações.

É importante que os estudantes cristãos não vivam isolados. Eles devem se agrupar para fortalecer uns aos outros, para orar juntos e para estudar a Palavra de Deus. O estudante cristão deve fazer a diferença. Saiba que Deus o colocou naquele lugar, não só para fazer a diferença na vida das pessoas, como também para ser testemunho do caráter de Deus.

Tendo convicção do poder do Evangelho, deve, o estudante cristão, saber que apesar das circunstâncias desfavoráveis, seremos vencedores. A Bíblia nos dá a certeza disto. E ao batalhar pela fé, estaremos focando o que é fundamental. Veja:

“Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé”. (1 João 5:4)

Saiba que você não está só nessa empreitada. Além de irmãos que intercedem pela sua vida, você conta também com a presença, a força e a sabedoria do Senhor. Muitos já passaram por isso e foram vitoriosos. Meu desejo sincero é que o mesmo aconteça com você!

Revista-se da palavra de Deus, e deixe Deus te usar!

Marina Oliveira Lopes Coelho

Marina Oliveira Lopes Coelho

Graduada em Letras/Português, pós-graduada em Docência de Língua Portuguesa, professora universitária na área de Linguagem e Comunicação, redatora, revisora e responsável pela Editora Renascer.

Você também vai gostar de ver