Violência urbana: como se prevenir?

Saindo de uma palestra sobre segurança urbana para um indivíduo desarmado, apresentada por um agente da Polícia Federal, aprendi algumas dicas de segurança e gostaria de compartilhar com vocês, caros leitores da Revista Renascer.

As estatísticas mostram que para sobrevivermos em meio a tanta violência, 90% é prevenção, 5% é reação e 5% é sorte. Por esse motivo, quem ama o próximo cuida para evitar tragédias! Então vamos às dicas:

  1. Vidro do carro fumê com Insulfilm é questão de segurança pessoal. Se o bandido não sabe o que se passa dentro do carro, ele pensará duas vezes antes de abordá-lo;
  2. Observar sempre a sua volta quando tiver em baixa velocidade e for parar em um semáforo. Pare a uma distância considerável do carro da frente pra ter espaço e tempo pra acelerar, caso aconteça algo suspeito;
  3. Usar o celular dentro do carro é pedir para ser assaltado. Se for abordado, provavelmente ainda levará um susto;
  4. Ao chegar em casa, sempre espere no meio da rua em paralelo ao portão até ele abrir por completo, pois dessa forma terá uma zona de escape, caso aconteça algo. O bandido sempre selecionará a vítima mais fácil;
  5. Se encontrar alguém suspeito, caminhando pela rua, dê meia volta, corra e grite. Se estiver de carro e conseguir dar o retorno, volte e não se arrisque;
  6. Nunca fique dentro do carro estacionado;
  7. Não deixe nenhum objeto dentro do carro estacionado à vista. Coloque-os no porta-malas;
  8. Se acontecer do seu carro der uma pane, tranque-o e deixe-o até conseguir um socorro. Lembre-se: carro não é um abrigo e sim um alvo;
  9. Observar se alguém está lhe observando em sua rotina do dia-a-dia;
  10. Não ponha adesivos de identificação no carro;
  11. Ao entrar em seu veículo que está estacionado em local perigoso, saia imediatamente, depois coloque o cinto, pegue algo, arrume as crianças, etc. Faça isso sempre em lugar seguro;
  12. Se for abordado, mantenha-se o mais calmo possível;
  13. Não facilite. Evite lugares perigosos em horários inadequados;
  14. Não saque dinheiro a noite em bancos, se puder deixe pra depois, não se exponha achando que não acontecerá com você;
  15. Se for assaltado, durante a abordagem, quando o bandido pedir algum pertence, avise que vai pegar. Faça movimentos leves, pegue e entregue. Não mande ele pegar nada, apenas obedeça e não reaja;
  16. Não seja curioso. Viu algo suspeito, vá embora.

Seja cauteloso com você e sua família, pois vivemos em uma “selva”.

“Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança.” (Salmos 4:8)

Dr. Edilson de Brito

Dr. Edilson de Brito

Oficial da Polícia Militar do Estado de Goiás, PhD em Direito Penal, Delegado de Polícia de classe especial, Presbítero na Igreja Batista Renascer, professor no Seminário de Teologia e na Escola Bíblica Dominical

Você também vai gostar de ver