Revista Renascer Versão Digital

Igreja Batista Renascer
Palavras Pastorais

Quatro estágios da deslealdade

Espírito independente, espírito de ofensa, espírito de passividade e espírito crítico são quatro estágios da deslealdade concluídos nessa palavra pastoral.

Nunca, em todas as gerações, houve tantas falhas de comportamento e testemunho em nossa sociedade. Observa-se que o resultado dessa negativa conduta é a DESLEALDADE. Vivemos uma geração que carece de fidelidade e lealdade.

Alguns dicionários tratam o termo deslealdade, como sendo uma traição, uma falta de consideração ao próximo, ou ainda, uma falta de princípios morais e de caráter.

Veja o que está acontecendo em nosso país atualmente: presenciamos uma incansável briga pelo poder de forma desleal, a corrupção tornou-se algo corriqueiro, e isso é exatamente o que o diabo quer. Satanás quer que tenhamos um eterno conflito em nosso país, entre os poderes legislativo, executivo e judiciário.

O inimigo torce para que todos vivam um inferno um com o outro, pois dessa forma ele alcançará o seu objetivo: destruir a população. O povo entra em crise quando as suas autoridades não agem e nem vivem de forma harmoniosa.  Veja o texto de Provérbios: “O rei que exerce a justiça, dá estabilidade ao país, mas o que gosta de subornos, o leva à ruína” (Provérbios 29:4).

Da mesma forma acontece nas famílias: quando os pais estão em crise, os filhos perecem. Por isso é importante aprender sobre lealdade e deslealdade. A Bíblia está repleta de histórias de pessoas que foram leais e de outras que foram traiçoeiras, e há muito o que se aprender com esses relatos.Saiba que ninguém se torna desleal da noite para o dia. A deslealdade é um processo frio e silencioso. Muitas pessoas nem sequer sabem que estão no processo de se tornar desleais, e muitos líderes não percebem que seus liderados estão se tornando desleais. Veja abaixo os quatro estágios da deslealdade. Esse estudo irá ajudá-lo a aprender, detectar e eliminar essas características dentro de você, e também com qualquer pessoa que você trabalha no ministério ou no mundo secular.

  • Espírito independente

Um dos estágios da deslealdade é o espírito da independência. A tal da independência é tão sutil, que nem é reconhecida como deslealdade. É quando uma pessoa faz parte de uma organização, mas não segue as regras estabelecidas pela instituição. Um exemplo claro que temos é a cobra anaconda. Dizem que quando essa cobra dá a luz a um filho, a nova cobra não acompanha a mãe, porque ela já nasce independente.Se observarmos bem, temos esse exemplo em nossa casa, quando os nossos filhos são pequenos. Há momentos em que as crianças, mesmo que ainda pequenas, querem fazer tudo sozinhas, sem o auxílio dos pais. Essa é exatamente a ideia de Satanás: que você possa desenvolver a sua vida com autonomia e que não sejamos dependentes de ninguém. Isso não é correto!

Como ovelhas que somos, a nossa primeira característica deve ser a dependência. Quando aprendemos a depender de Deus, as coisas tornam-se mais fáceis.

Se você vai fazer um negócio, vender, comprar, casar, viajar, tomar uma decisão importante, deve sempre consultar a Deus. O nosso relacionamento com Deus é de dependência, ou seja, não é prudente fazer nada sem antes consultar o Senhor. Quantas viagens as pessoas fazem sem volta, pois não consultaram a Deus. Quantos negócios foram mal sucedidos, pois não perguntaram nada ao Senhor antes. É por esse motivo que temos a necessidade de depender de Deus.

Quando os pastores de Ló e de Abraão tiveram problemas, Abraão usou o bom senso. Ele chamou os seus sobrinhos e explicou que estavam tendo problemas em relação aos pastores e assim, ele deu a oportunidade a Ló para ir para onde quisesse. Então, com ganância, Ló escolheu as campinas, o melhor lugar para se viver. Chegando lá, teve sérios problemas. Do contrário, Abraão foi para um lugar cheio de pedras, aparentemente sem prosperidade, e Deus abençoou. Por isso, entenda: não importa o lugar onde você está, e o que você esteja fazendo, o essencial em sua vida é a benção de Deus. Se o favor de Deus está sobre você, o local ruim, torna-se bom. A terra improdutiva, reverte-se em produtiva, pois você está debaixo da dependência e da benção de Deus. O grande problema de independência, é que muitas vezes, até consultamos o Senhor, porém nós já sabemos o que queremos e não esperamos a resposta concreta d’Ele. Assim, muitas vezes, quando não somos atendidos a nossa maneira, colocamos a culpa em Deus. Temos que entender, definitivamente, que as coisas não funcionam dessa maneira. A caminhada com Deus significa dependência total d’Ele, e se você quer ser leal a Deus, seja fiel a Ele. Ouça a Deus, e não defina nada, sem antes ter Deus como o seu mentor. Ele é a pessoa que te orientará a maneira de como fazer todas as coisas.

2014-08-2215anosibr-roge-139

Pr. João Queiroz.

Na Bíblia temos o exemplo de Davi, que agradou o coração de Deus, pois ele foi capaz de colocar e consultar a Deus sobre todas as coisas, inclusive nas coisas básicas. O dia em que Davi deixou de consultar a Deus, ele teve um sério problema em sua vida, que afetou toda a sua descendência. Mas a história também conta, o quão maravilhosa era a dependência de Davi. Em um determinado momento em que ele enfrentaria os exércitos dos inimigos, mesmo com a proximidade do ocorrido, e com a pressão de seus soldados sobre o que fazer, Davi esperava a resposta do Senhor. Muitas vezes essa resposta vinha através de sinais, que nesse caso, era o balançar da copa de uma árvore.

Davi foi paciente ao esperar o tempo certo de Deus, ele não cedeu à pressão. Então, houve o memento em que a copa da árvore balançou, e Davi entendeu que era a hora de prosseguir contra os inimigos que avançavam. Ele venceu e aniquilou os filisteus. Isso aconteceu porque Davi não tinha espírito independente, muito pelo contrário, ele tinha a certeza que se ele avançasse, ele iria ser vencedor, pois ele estava sobre a direção e o olhar de Deus. Quantas vezes não temos paciência para esperar e achamos que Deus está demorando em nos responder. Quantas coisas nós já fizemos que tínhamos a certeza que daria tudo certo, e ao final a resposta foi negativa? Isso porque muitas vezes temos uma autoconfiança, uma certeza que nós podemos todas as coisas e na verdade, as coisas não funcionam assim!

 

Cuidado com as pressões que vem sobre você. Há pressões de todas as formas: social, familiar, no mundo dos negócios, não importa, espere sempre a hora e a resposta de Deus!

  • Espírito de Ofensa

O espírito de ofensa abre porta para o espírito de traição, portanto é considerado um dos estágios da deslealdade. Temos que ter cuidado com pessoas que foram machucadas por algum tipo de acontecimento e não foram curadas, pois elas são divisoras em potencial. Quero que saiba que você não tem o direito de ficar ofendido com nada, aliás, pessoas que se ofendem com tudo, são pessoas com muitos problemas, e portanto, são perigosas. A pessoa que se sente ofendida com qualquer coisa, não gera confiança. Temos que entender que não temos a razão, nós temos a moral, assim nem sempre estamos com a completa razão sobre as coisas, ao ponto de ofender o próximo. Observe que é muito fácil se ofender, basta subir um pouquinho em alguma área, ou seja, basta achar que está melhor, que qualquer coisa pode virar um motivo de ofensa.  Isso não pode acontecer, devemos amadurecer!

 Infelizmente, vemos em nosso meio político atual, a ofensa sendo algo banal e triste. Temos que nos conscientizar que o que somos e o que temos é pela graça de Deus em nossa vida!

  • Espírito de Passividade

Depois de serem ofendidas de alguma maneira, as pessoas se tornam passivas, não se mexem e são indiferentes. A passividade é considerada o terceiro estágio da deslealdade. Veja o texto de Apocalipse 3:14-16: “E ao anjo da igreja de Laodicéia escreve: isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! 
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca”. (Apocalipse 3:14-16).

Mas, o que esse texto tem a ver com deslealdade? Saiba que um dos pontos da deslealdade é a mornidão, ou seja é a passividade. A Palavra de Deus nos alerta sobre a passividade e o descuido ao realizarmos as coisas em nossa vida, veja: “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente; e maldito aquele que retém a sua espada do sangue.” (Jeremias 48:10).

Não espere as coisas acontecerem de qualquer forma, tenha atitude diante das crises, assuma os problemas e enfrente-os. Os problemas existem para serem resolvidos. Então, responsabilize-se pelo seu lar, pela sua igreja, seu ministério, sua empresa, seus filhos. Não tente agradar a todos, apenas tome atitude, sempre sobre a direção do Senhor. Às vezes a desculpa para ser passivo é o medo do que as pessoas vão achar. Há uma frase do ex-presidente John Kennedy que diz assim: “O caminho do sucesso eu não sei, mas o caminho do fracasso eu sei: é tentar agradar a todos”. Portanto, tenho que me preocupar não com o que as pessoas acham, e sim, com a única e exclusiva Vontade de Deus sobre a minha vida. Davi, por exemplo foi passivo diante da atitude errada de um filho, e isso comprometeu toda a sua família. Por isso, se há problemas em seu lar, entre os seus filhos, não deixe as coisas passarem da hora, corrija, eduque e ensine na hora certa.

  • Espírito Crítico

Uma pessoa desleal, não fica passiva para sempre, mais cedo ou mais tarde ela partirá para o estágio de se tornar crítica e murmuradora. O espírito crítico é um sinal da deslealdade, e por isso, temos que estar atentos a esse ponto, principalmente no que se refere a sua liderança, a sua empresa, o seu chefe e a sua empresa. Um exemplo claro que temos na Bíblia sobre espírito crítico é a história de Mirian e Arão, que fizeram críticas a Moisés. Resultado: Mirian ficou leprosa. Tenha sabedoria e inteligência ao falar, peça a direção do Senhor.

Vemos exemplos também de espírito crítico em casa, no meio familiar. Quantos filhos têm a oportunidade de estudar, de sair, ou de ir para lugares os quais os pais não foram, e que mesmo assim, vivem criticando os pais em tudo que fazem ou falam. Lembre-se: críticas feitas a pais, além de ser uma deslealdade, também é considerado uma desonra. Hoje em dia, tornou-se uma atitude normal e corriqueira os filhos repreenderem os pais. Isso não pode continuar! Temos que ter sabedoria!

Saiba que toda repressão feita de baixo para cima é considerada uma atitude de rebeldia, ou seja, críticas feitas a pais, a chefes, a autoridades, é considerada rebeldia. Deslealdade é um processo que envolve diversos estágios. Você consegue identificar se suas atitudes se enquadram em algum desses estágios? Lembre-se: os estágios da lealdade é oposto do que foi descrito: espírito de dependência de Deus, espírito de elogio, espírito de atitude e espírito de honra.

Precisamos viver em harmonia e descobrir qual sinal da deslealdade está em nosso meio. Que o espírito da independência, da ofensa, da passividade e da crítica, entre outros, não possa prevalecer sobre a nossa casa, sobre a nossa igreja e sobre o nosso país. Seja sempre leal, e Deus irá te honrar em todas as coisas!

Quatro estágios da deslealdade

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo