Como vovó dizia: “Serviço de menino é pouco, mas quem perde é louco!”

Imagine a cena: estamos diante de uma pandemia e as crianças estão em casa. Então, eles deixam os materiais escolares e os brinquedos jogados pela casa, o chinelo no meio da sala, almoçam e largam o prato em cima da mesa, jogam a roupa suja no chão do banheiro e, depois da ducha, a toalha molhada é deixada  em cima da cama.

A casa fica uma bagunça e  muitas vezes, os pais pensam que a  criança é muito pequena para deixar a casa em ordem. Também imaginam que, caso arrume, irá fazer de qualquer jeito. Então, é melhor “poupar” o esforço do pequeno, e resolver tudo em questão de segundos.

Nessa edição, vou compartilhar um ditado popular que minha vovó dizia: “Serviço de menino é pouco, mas quem perde é louco” e traz grandes benefícios para crianças.

Quando as crianças são incluídas nas tarefas da casa, os pais estão demonstrando que acreditam em seu potencial e elas vão sentir-se úteis, importantes e como peças essenciais na manutenção da casa.

Além de estimular a responsabilidade, ensinar as tarefas domésticas transmite a elas outros valores fundamentais, como: habilidades para a vida, valorização do trabalho, autoconfiança, independência, trabalho coletivo, cooperação, planejamento, organização e a união na família.

Vale ressaltar que é preciso  desapegar-se do perfeccionismo e da pressa  ao ensinar uma atividade nova para os filhos. Lembrando que são crianças, estão aprendendo e não possuem  as mesmas habilidades que os adultos. Então, nada de broncas e cobranças para que tudo saia perfeito.

Mesmo que não tenha ficado tão bom, elogie sempre e vá mostrando aos poucos como é a maneira correta de realizar a atividade. Isso irá estimular ainda mais a criança a querer fazer de novo.

Mesmo que você trabalhe fora e tenha alguém responsável pelas atividades domésticas, não exclua seu filho dessas atividades, ensine-o ser um adulto responsável, pois isso lhe ajudará muito em seu futuro como adulto.

Portanto, eduque o seu filho para a vida e aproveite os momentos em família para se dedicar com amor e carinho ao bem mais precioso que Deus nos concedeu!

Dielly Alves Rivas Parreira

Dielly Alves Rivas Parreira

Psicóloga, Especialista em Psicopatologia: subsídios para atuação clínica (Depressão, Transtornos de Ansiedade, Pânico, Alimentares, TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo e demais disfunção de comportamento). Pós-graduada em Gestão de Pessoas, Especialista em Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva e Formação em Coaching Executivo.

Você também vai gostar de ver