A quarta linguagem do amor: Atos de serviço

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz”. (Filipenses 2:5-8).

Compreender a linguagem do amor é uma maneira de aprimorar os relacionamentos em que estamos envolvidos e entender como as pessoas demonstram ou percebem seus sentimentos, e se sentem amadas. Assim, os atos de serviço representam o quarto tipo de linguagem do amor, conforme descrito pelo escritor Gary Chapman. Pessoas que têm os atos de serviço como sua linguagem principal sentem e demonstram amor, principalmente por meio das ações dos outros.

Jesus também evidenciou a quarta linguagem do amor quando disse que em Seu Reino aqueles que desejavam ser grandes deveriam ser servos uns dos outros, como está descrito no versículo de Filipenses. Portanto, assim como Jesus, o próprio amor em forma de ação consiste em uma entrega espontânea de serviço.

Um exemplo notável disso é quando Jesus lavou os pés de Seus discípulos, demonstrando humildade e amor pelo próximo, mesmo sendo Deus. Ele esvaziou a si mesmo e veio na forma de um homem para ser um exemplo de que o amor e o serviço caminham juntos.

Outro personagem bíblico que nos inspira com seu grande amor demonstrado por meio de um ato de serviço é Maria de Betânia. A Bíblia nos conta que ela derramou um vaso de puro nardo, uma especiaria valiosa, sobre Jesus, ungindo-o. Após derramar o óleo, ela enxugou os pés de Jesus com seus cabelos.

Para aqueles cuja linguagem do amor é atos de serviço, é importante prestar atenção às atividades cotidianas, como, por exemplo, oferecer ajuda, lavar a louça, fazer a cama, fazer compras ou tomar a iniciativa para realizar uma tarefa que eles não saibam como fazer, ou mesmo oferecer conselhos ou apoio.

Algo que também é importante para quem tem esse tipo de linguagem e o considera algo muito especial é cumprir o que foi prometido. Quando isso não acontece, o cônjuge entende que, para o outro, isso não tem importância e com certeza ficará desapontado. Por esse motivo, é fundamental para essa pessoa sentir que pode contar com o seu cônjuge.

Quando se fala em ato de serviço, pode-se pensar em doação, atenção e esforço físico, mas também pode ser erroneamente compreendido como algo pesado e cansativo. No entanto, para evitar que esse entendimento prejudique o relacionamento, é essencial manter um diálogo sincero, honesto e aberto. Nesse sentido, é importante ser franco e não se sentir envergonhado ao fazer algo que não saiba ou para o qual não esteja capacitado, ou mesmo não se sinta confortável em fazer.

Portanto, o amor pode ser expresso de várias formas, mas precisamos lembrar que sempre vai exigir doação, observação, paciência e atenção como uma demonstração clara para que o outro entenda que é amado, seja o nosso cônjuge ou nosso irmão em Cristo.

Créditos para a Edição de texto: Máyra Vanessa Alexandre Prates

Sandro Mendes e Lídia Soares

Pastores e Líderes do Ministério Bem Casados da Igreja Farol.

Você também vai gostar de ver

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x