Bases relevantes na vida de um cristão

Nesta edição da Revista Renascer, gostaria de trazer quatro pontos importantes na vida de um cristão, que se encontram no livro de Jó. A intenção é trazer uma reflexão sobre a vida, através da experiência desse importante nome do Antigo Testamento. Veja o que relata a Palavra de Deus:

“Ao ouvir isso, Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração, e disse:  “Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor”. (Jó 1: 20-21).

No capítulo primeiro do livro, são mostrados dois grandes problemas na vida de Jó. Ele perdeu tudo o que tinha, inclusive as suas posses, que eram vastas, já que era um homem rico. Além disso, perdeu todos os seus dez filhos. Consegue imaginar a tristeza em que aquele homem se encontrava? No segundo capítulo, vemos que perdeu também a sua saúde, pois foi acometido por uma severa doença de pele. Lendo isso, parece uma incoerência que em meio a essa tragédia, Jó não culpou a Deus e nem pecou.

Com esse trágico relato, quero destacar a primeira base para a vida de um homem e mulher de Deus: a fé. Jó não culpou o Senhor e nem pecou, justamente pela fé que ele tinha em Deus. Em Hebreus, lemos que a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova daquilo que não vemos, e que sem ela é impossível agradar a Deus.

Servimos a um Senhor a quem podemos clamar, que nos revela a Sua vontade maravilhosa. Por isso, atente-se aos seus pensamentos e alimente a sua fé diariamente. Temos a escolha de não aceitarmos o que a vida ou o diabo impõem, como disse o Apóstolo Paulo, transformando as nossas mentes pela renovação do nosso entendimento. Assim, conheceremos a vontade de Deus, que é sempre boa, perfeita e agradável.

A segunda base primordial para a vida de um cristão, baseado na história de Jó, é a  família. A esposa de Jó, após todo o processo de perda, questionou a permanência da confiança dele no Senhor. Ela tinha suas razões para isso, afinal, perdeu seus dez filhos. O fato é que o diabo tem certeza de que só servirmos a Deus por interesse, e por isso, acreditou que Jó perderia a confiança no Senhor assim que a sua família e seus bens fossem perdidos.

Destaco aqui que o inimigo sabe a importância da família e por esse motivo, vemos um enorme número de ataques à instituição denominada família, basta vermos o índice de abusos, divórcios e outros não menos graves, como a pedofilia. Trazendo para a história de Jó, entendemos que a prática de oração pelos filhos e família era constante na vida dele. Por isso, não podemos esquecer de trazer esse hábito para os nossos lares.

A terceira base que quero destacar é a das finanças. Essa é uma das áreas afetadas na vida de Jó e vemos que é constantemente atacada em nossas vidas nos dias de hoje. A pobreza tira a nossa capacidade de sonhar e de planejar, além de roubar as nossas decisões.

Ao lermos e estudarmos as Escrituras, aprendemos que existem demônios que atuam na área das finanças. O único modo de arrancá-los de nossas vidas é por meio da fidelidade nos dízimos e ofertas. Assim, precisamos nos preocupar com a nossa própria geração de riquezas, mas além disso, precisamos garantir que as próximas gerações consigam produzi-las.

Entenda: prosperidade é a ausência de necessidade. A integridade de Jó foi questionada por Satanás e ainda que tudo lhe tenha sido tirado, ele permaneceu. Não podemos amar as coisas deste mundo mais do que amamos ao Criador.

O quarto pilar é a saúde. De nada adianta termos riquezas e não termos saúde. O ano de 2020 nos ensinou a nos tornarmos dependentes da nossa fé no Senhor em relação à saúde, em uma época em que até mesmo a ciência tinha poucas respostas.

Irmãos e irmãs, atentem às suas necessidades e visitem o médico regularmente, além de não descuidar da alimentação. A prosperidade só poderá ser alcançada a partir da nossa busca pelo Senhor, mas não podemos ser negligentes quanto ao cuidado com nós mesmos, para desfrutarmos do suprimento que Ele nos dá

Oro para que o Senhor conceda a vocês, habilidade, capacidade e inteligência para reconhecer as boas oportunidades!

Que avancemos em estudar a Palavra de Deus e sejamos exemplos em todos os lugares.

Que a paz do Senhor esteja com vocês!

Pr. João Queiroz

http://[email protected]

Graduado em Pedagogia e Teologia, pós-graduado em Neuropsicologia e Psicanálise Clínica. Fez curso de Coaching, é pastor presidente da Igreja Batista Renascer.

Você também vai gostar de ver