Em tempos de crise, qual é o melhor destino para as férias de julho?

Segundo Mônica Pereira, as compras e viagens no mês de julho não são favoráveis, portanto, a melhor opção é a compra com pelo menos três meses de antecedência da data da viagem.

“Por ser alta temporada, mesmo com promoções, o valor é mais alto, portanto o ideal é pegar os últimos dias de junho, ou início de agosto” – descreve a consultora de viagens.

Para quem não conseguir viajar no mês de julho, uma ótima opção seria viajar logo no fim das aulas do final do ano, ou seja, primeira semana do mês de dezembro, pois nessa época há muitas promoções para retorno até dia 15 de dezembro, no máximo.

Para quem não tem crianças na escola, qualquer época programada fora de feriados, há valores promocionais espetaculares.

Mônica Pereira indica os Resorts como sendo os melhores destinos, já que há opção de parcelar 100% da viagem, não tendo nenhum gasto a mais. Além disso, a consultora de viagens destaca a comodidade de um Resort,

que é enorme.

Mônica Pereira Andrade, Consultora de viagens há 11 anos.
Mônica Pereira Andrade, Consultora de viagens há 11 anos.

“Muitos não viajam para Resort acreditando que é muito caro” – disse Mônica.

Veja o cálculo comparativo de benefícios que Mônica nos apresentou:

Destinos comuns: pacote barato + hotel de médio conforto + restaurantes + passeios + carro.

Resorts: hotel 4 ou 5 estrelas, com tudo incluso (café + brunch + almoço + snack + lanches + jantar + ceia + bebidas em geral + sorvete + bebidas do frigobar) + conforto + praia privativa + segurança + bares + restaurantes diversos + brincadeiras + teatro + boate + spa + kids club + economia.

Quanto a compra de passagens aéreas, a consultora de viagens aconselha a compra programada como sendo ainda a melhor opção, pois mesmo tendo promoções aos finais de semana, na maioria das vezes pode-se não encontrar a data desejada. Com a compra antecipada há maior garantia de melhor preço.

Marina Oliveira Lopes Coelho

Marina Oliveira Lopes Coelho

Graduada em Letras/Português, pós-graduada em Docência de Língua Portuguesa, professora universitária na área de Linguagem e Comunicação, redatora, revisora e responsável pela Editora Renascer.

Você também vai gostar de ver