Netos e avós: a importância dessa relação

No dia 26 de julho comemoramos o Dia dos Avós. Ter netos é sinônimo de vitalidade emocional. A verdade é que os netos são pingos de esperança em nossos dias, pois nos trazem vigor e muita alegria. Dentro da estrutura familiar, os avós são referência de afeto, amor e independência.

Especialistas na área de família definem que essa relação é benéfica e construtiva para o desenvolvimento da criança, pois o que elas mais precisam são os atributos essenciais que os avós podem proporcionar em abundância, como o amor incondicional, a bondade, a paciência, o bom humor, o conforto e as lições de vida. O fato é que tanto as crianças, quanto os avós, só têm a ganhar com esse convívio.

Quando pensamos nos avôs e avós, logo lembramos da função de  mimar, dar carinho e de construir memórias afetivas. Entretanto, é importante lembrar que a educação, os comandos e as instruções devem vir dos pais, pois somente a eles é dada a função de autoridade sobre os filhos. Por esse motivo, os avós devem respeitar a orientação dada pelos pais, para que assim haja um convívio harmonioso na relação familiar.

Veja o que nos orienta a Palavra de Deus:

“Os filhos dos filhos são uma coroa para os idosos, e os pais são o orgulho dos seus filhos”. (Provérbios 17:6).

Em outras palavras, como avós, temos o dever de orar pelos nossos netos, para que eles permaneçam no caminho do Senhor pois, assim, poderemos ser um canal de bênçãos em sua salvação. O que precisamos fazer é realçar a educação dada pelos nossos filhos, respeitando os valores da honra, integridade e caráter. A vantagem que temos como avós é a de introduzir estes conceitos de modo leve e tranquilo, por meio do nosso convívio e exemplos percebidos na prática.

O ministério da Melhor Idade parabeniza todos os avós pelo seu dia. O nosso desejo é que desfrutem com sabedoria e amor de momentos felizes ao lado dos seus netos!

Pra. Lucília Abrantes Procedino Condeixa

Você também vai gostar de ver