Revista Renascer

abandonando a mamadeira
RAD

Abandonando a mamadeira

“Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça.
Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal”.
(Hebreus 5:13-14).

Não raramente, vemos adolescentes reivindicando perante seus pais, professores e pastores, o direito de serem vistos e tratados como adultos. Grandes conflitos são gerados em torno desse desejo, uma vez que se acham prontos para muitas coisas que, na verdade, ainda não estão, mas podem ser instruídos para estarem.

A adolescência é uma fase um pouco difícil de ser definida, uma vez que, em algumas circunstâncias, as pessoas nessa fase agem como crianças, e em outras possuem atitudes maduras e, realmente, até parecem adultos. Isso acontece, justamente porque estão na transição da infância para a fase adulta e, portanto, é totalmente compreensível essa oscilação de comportamento.

Diante disso, cabe a nós adultos, fazermos uma leitura correta do período que estão vivendo e buscarmos tratá-los de maneira que gerem em suas vidas, amadurecimento. Se não são crianças e nem adultos e possuem atitudes de crianças e de adultos, como devemos tratá-los, principalmente quanto ao ensino da Palavra de Deus? Devemos tratar os adolescentes como adultos, lógico, não com a mesma cobrança que se exige de um adulto experiente, mas devemos dar a eles alimentos sólidos e não leitinho. Uma vez que estamos preparando os adolescentes para serem adultos, temos que lhes familiarizar com as decisões, aprendizados e responsabilidades de adultos. 

Não podemos deixar que aprendam o que é ser adulto e ter responsabilidades sociais e espirituais somente quando já forem adultos. Eles precisam aprender isso na adolescência para chegarem à fase adulta preparados, e é justamente pelo fato da sociedade não entender isso que temos hoje tantos adultos que agem como crianças e parecem ainda estar na adolescência.

O autor de Hebreus nos deixa claro que o adulto precisa comer alimento sólido para aprender a discernir tanto o bem quanto o mal. Obviamente o autor desse texto está mencionando o alimento espiritual. Se queremos que nossos adolescentes se tornem maduros e aptos para discernir o que é certo e errado diante de todas as ofertas do mundo, temos que lhes pregar palavras consistentes, teologia profunda, verdades importantes e relevantes. 

Há um pensamento dentro das igrejas que diz que o adolescente não está pronto para ouvir sobre determinados temas da Bíblia. Mas isso é uma falácia ensinada por Satanás, porque ele sabe que se o adolescente não for bem preparado, ele se tornará um adulto fraco e fácil de ser atacado espiritualmente. A adolescência é a fase ideal para os desmamarmos. É a fase perfeita para tirar a mamadeira e começarmos a dar a eles alimentos mais sólidos e cheios de sustância. 

Não tenhamos medo de dar aos adolescentes alimentos sólidos. No começo, eles podem até engasgar um pouco e ter alguma dificuldade para engolir, mas com o tempo, e em pouco tempo, vão gostar tanto do alimento espiritual sólido, que não aceitarão mais leitinho. Isso é ótimo! É um sinal de que deixaram realmente de ser crianças e se tornaram adultos (maduros) espiritualmente.

Pais, não se preocupem em vigiar seus filhos 24 horas por dia. Vocês não vão conseguir. Crianças é que precisam ser vigiadas o tempo todo. Seus filhos não são mais crianças. Ao invés de vigiá-los, deem a eles ensinamentos consistentes da Palavra de Deus para que se tornem maduros e saibam, sozinhos, discernir o que é certo e errado. O alimento sólido, gera temor de Deus no coração do adolescente e o livra do mal.

Abandonando a mamadeira

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2019 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo