Revista Renascer Versão Digital

conexão filho
Gerações

Como está a conexão com seu filho?

Uau! Como me sinto honrado em estar com você, caro leitor da Revista Renascer, escrevendo sobre um tema no qual tenho trabalhado durante anos e também aprecio muito. Estabelecer uma boa conexão, ou seja, uma boa comunicação com os filhos não é uma tarefa fácil, principalmente quando eles já estão na fase da pré-adolescência ou adolescência.

Atuando com crianças e adolescentes, vi e vivi grandes emoções, alegrias e lamentos, e quero compartilhar dois tópicos com você. São experiências com as quais  aqueles que têm filhos adolescentes, podem se identificar. Vamos lá?

  • Confronto: na hora de discutir temas que contrariam os nossos filhos, ou no momento de estabelecer limites e dizer o “não” (temido por muitos), com certeza o confronto está armado e a discussão parece inevitável, não é verdade? Seja na hora de pedirmos para desligar o videogame, sair do celular, dar uma pausa nas maratonas de séries, dentre outras coisas, via de regra  as divergências acontecem, e é nesse momento que entra o segundo tópico.
  • Isolamento: geralmente, após uma situação de confronto com a família, os filhos podem proferir palavras duras, do tipo: “ai que saco”, “eu odeio essa casa”, “isso tudo é um tédio”, “você é chata”, etc. Depois disso, eles correm para o quarto, batem a porta e ficam em “seu mundo”. Nesse momento, os pais se sentem culpados e muitas vezes, começam a se perguntar onde erraram.

Pois bem. Venho te dizer que isso é muito comum entre as famílias e ficar pensando sobre o assunto, falar sobre com amigos ou desabafar escrevendo  textos nas redes sociais não vai resolver o problema de uma conexão ineficiente com os seus filhos.

Mas pastor Rogério, o que eu faço então? Pense um pouco  e  responda a essas simples perguntas sobre o seu filho ou filha:

Quem é seu artista ou o digital influencer preferido?

Qual é seu o estilo musical mais apreciado?

Com que tipo de literatura seu tempo é gasto?

Qual seu estilo de se vestir?

Quem são seus melhores amigos?

No tempo presente, a conexão se dá e é fortalecida junto àquele que mais tem conhecimento sobre o outro. A pergunta então é: você realmente conhece  seus filhos?

A minha sugestão é que tenha essas informações sobre seus filhos, e quando as tiver, não os julgue. Lembre-se que eles estão em processo de formação e amadurecimento gradativo e, por isso,  carecem muito do seu amor e orientação. Muitas vezes, a carência desses sentimentos em casa é tão grande que eles decidem ir buscar isso lá fora. Por isso, pais, sejam vocês a fonte de amor, conexão e orientação.

Uma dica bem interessante para você, pai ou mãe, começar hoje a manter uma boa comunicação com  os seus filhos, é enviar uma mensagem a eles, contendo três elogios simples, sem pedir nada, somente elogios sinceros .Estejam atentos à autoestima dos seus filhos, e assim, vocês verão grandes coisas acontecendo na vida deles e também na sua casa.

Conecte-se com os seus filhos e desfrute de uma vida plena em seu lar!

Como está a conexão com seu filho?

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo