Tags : conexão

[email protected]

Quem é você na fila do pão?

Por favor, me empreste a sua identidade para conferência. Puxa, incrível como você se parece com fulano de tal, vocês são parentes? Não, nem conheço! Engraçado, você não é a primeira pessoa a dizer isso. Bem, este é um diálogo corriqueiro, provavelmente você já tenha vivenciado algo assim. Não é difícil sermos associados a alguém […]Leia Mais

[email protected]

Vacine-se!

Um dos maiores sonhos do ser humano sempre foi ser imune a doenças. Claro, é sonho no sentido de vontade, necessidade até. Por que não? Qual o problema? Há quem diga que por trás disto está o desejo da imortalidade. A despeito das questões éticas, filosóficas, sanitárias e tantas outras nuances que esta causa implica, […]Leia Mais

Gerações

Como está a conexão com seu filho?

Uau! Como me sinto honrado em estar com você, caro leitor da Revista Renascer, escrevendo sobre um tema no qual tenho trabalhado durante anos e também aprecio muito. Estabelecer uma boa conexão, ou seja, uma boa comunicação com os filhos não é uma tarefa fácil, principalmente quando eles já estão na fase da pré-adolescência ou […]Leia Mais

[email protected]

Uvas, tomates, pepinos e maracujás

Calma, você não está numa feira livre! Meu título provocativo tem a intenção de transportar você para um universo onde plantas dependem de um trato cultural peculiar para crescerem vigorosas, ter alta produtividade, se adaptarem facilmente a qualquer topografia e ainda permitir o livre acesso do produtor para as podas e todos os demais cuidados […]Leia Mais

[email protected]

A rede, a isca e o anzol

Das muitas e melhores lembranças que povoam minhas recordações da infância e adolescência, estão as pescarias na fazenda nos períodos de férias. O ritual envolvia o preparo da vara de bambu, a escolha das linhas, chumbadas e anzóis, a extração das iscas no terreno umedecido próximo às touceiras de bananeiras e a caminhada pelo pasto […]Leia Mais

[email protected]

Mais gratidão, por favor…

Estive reparando meu neto de cinco meses por um tempo…tanta vida pela frente, tanto a aprender! O momento é de total dependência de alguém, mas logo chega o dia em que a personalidade aparece, o jeito de agir, de reagir e de fazer. Um tempo depois, vêm as opiniões, um modo de se posicionar no […]Leia Mais

[email protected]

Direito ou dádiva?

A sociedade ocidental enfoca muito os seus direitos, sendo eles individuais ou coletivos. Essa é a tônica que pavimenta o caminho de muitas demandas judiciais, que fundamenta os clamores, estimula calorosos debates, além de provocar cisões, inimizades e disputas. Quando a sociedade faz cumprir o seu conjunto de leis e prima pela justiça ampla, geral […]Leia Mais

[email protected]

Senso, bom senso e consenso…

O ser humano é um ser pensante. Isto faz dele alguém capaz de apreciar, entender, diferenciar e julgar. A natureza humana, porém, nem sempre é genial, mas quase sempre geniosa. Sendo assim, muitas vezes faz mal uso dessa maravilhosa capacidade de discernir e escolher. Ao tomar decisões, o ser humano às vezes reforça o individualismo, […]Leia Mais