Masculinidade e cuidados com a saúde

Ao andar pela cidade, consigo perceber de forma nítida o aumento de espaços dedicados ao cuidado com a aparência física, de academias a salões de beleza. Entretanto, em relação aos cuidados com a saúde física e mental masculina, ainda há um caminho a ser percorrido, o que  acontece em virtude de uma cultura que predispõe a imagens do homem, da masculinidade a um caráter de autossuficiência, sem necessidade de ajuda e apoio.

As consequências desse descuido podem ser vistas no aumento dos casos de depressão e outros transtornos mentais no público masculino, fato este agravado pelo contexto da pandemia   da Covid-19. Uma vez que a busca por ajuda especializada acaba ficando para um estágio mais tardio, o processo de tratamento se torna mais longo e complexo. Além disso, muitas doenças se associam ao comportamento do consumo de bebidas alcoólicas, cigarros e drogas lícitas e ilícitas.

Este panorama pode ser verificado por inúmeras pesquisas realizadas no mundo, bem como no Brasil. Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e publicado pela revista The Lancet, mostra o aumento nos casos de depressão, cerca de 90%. Além disso, o número de pessoas que relataram sintomas como crise de ansiedade e estresse agudo, mais que dobrou entre os meses de março e abril de 2020, sendo que cerca de 33% correspondem ao público masculino.

Falando em doenças físicas, principalmente quando neste mês de novembro se dedica à  prevenção do câncer de próstata (Campanha Novembro Azul), os números são também preocupantes em virtude da cultura ligada à figura masculina que mencionei no início deste artigo. Interessante destacar que o câncer de próstata é o mais comum entre a população masculina, representando 29% dos diagnósticos da doença no país.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam para 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, entre 2020 e chegando em 2022, sendo que homens com mais de 55 anos, com excesso de peso e obesidade, estão mais propensos à doença, casos estes possíveis de serem evitados com acompanhamento precoce.

Vale um alerta para os homens! É necessária uma mudança urgente de comportamento e pensamento em relação a doenças que podem nos atingir,  sejam elas físicas ou mentais. É    importante entender a necessidade de ter coragem para assumir que há um problema, além de  buscar ajuda.

Por isso, homem, aproveite esse mês de conscientização sobre o câncer de próstata e faça um check-up em sua saúde física. Não se esqueça também de avaliar a sua saúde emocional. Se for necessário, busque ajuda de um terapeuta neste momento e lembre-se que você precisa estar bem em todos os aspectos para poder ser o provedor de sua casa!

Pense nisso!

Dr. Leonardo Gonçalves Hayne

Psicólogo clínico, especializado em Gestão estratégica de Pessoas e Neuropsicopedagogia, professor de graduação e pós-graduação nas áreas de psicologia e neurociência.

Você também vai gostar de ver

guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ismar Gomes
Ismar Gomes
1 ano atrás

Sim, não por ser o 1,mas essa informação é de uma grande Vália a nós homens, parabéns aos idealizadores desse projeto

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x