Revista Renascer

mundo belas
Testemunhos

Vestindo princesas pelo mundo

É com grande prazer que compartilho com os leitores da Revista Renascer um pouco sobre o que Deus tem colocado em minhas mãos. Sou carioca, mãe de três filhos, Bruna, Luis Henrique e Davi. Sempre estive ligada ao universo infantil, tendo como foco principal, a preocupação de fazer a diferença no lúdico mundo das crianças. 

No entanto, acreditava que a minha vida seria apenas cuidar dos filhos e dos netos. Estava bem acomodada na minha cidade natal e também com a minha vida familiar, até que o Senhor me incomodou para algo grandioso que estava em Seu coração: 

“Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares. (Josué 1:9).

O projeto Belas, nasceu no coração de Deus e foi implantado no meu coração após a doce experiência de ser avó. Com a vida tranquila, eu dedicava o meu tempo a confeccionar vestidos para minha neta que se chama Bela. Logo comecei a me encantar e vislumbrar a possibilidade de levar toda a graça e beleza ao encontro de outras “belas”, de regiões, países e lugares distantes, valorizando assim, o delicado universo feminino.

Ao conhecer missionários que dirigem um lindo trabalho com crianças em Moçambique, na África, comecei a enxergar a possibilidade de vestir essas meninas com o mesmo cuidado e carinho que fazia com minha Bela. Baseado nesse trabalho missionário, o Senhor me inspirou a criar uma marca: o Mundo Belas, onde a cada vestido vendido, um seria doado para as meninas da África. As coleções seriam sempre baseadas na cultura do local.

Dessa forma, fui conduzida pelo Senhor a deixar a minha cidade natal, Rio de Janeiro, e me mudar para Goiânia, onde o meu maior projeto seria o de vestir princesas por todo o mundo.

           Ao contar esse testemunho para vocês, tenho a sensação de que demonstrei parecer fácil chegar até esse ponto onde estamos, mas não foi simples assim. Muitas lutas e vários gigantes foram derrotados até chegar a caminhar sobre a Palavra que o Senhor tinha liberado.

           Há três anos vim com meus dois filhos para Goiânia, cidade essa que nos abraçou fortemente. Fui testificando em meu coração a vontade boa, perfeita e agradável de Deus, que me trouxe por obediência a uma promessa de se cumprir aquilo que um dia Ele próprio me chamou para fazer. 

Debaixo de uma natural dúvida humana, perguntei ao Pai o que realmente eu vim fazer na cidade de Goiânia, e Ele, com todo o Seu amor e cuidado, me mostrou, como quem abrindo os meus olhos espirituais, me fez vislumbrar todo o mundo das belas que Ele próprio separou para serem alcançadas por nós. 

O Senhor me contou como me treinou, vestindo a minha neta. Ele me disse que o mesmo capricho seria dedicado às Suas princesas, que estão espalhadas pelo mundo. A cada vestido que eu vendesse, um seria feito e doado a uma menina da África. O Senhor me mostrou as bonequinhas que seriam entregues para as meninas que comprassem, contando um pouco da história da outra menina que seria abençoada com o outro vestido. Esse é um trabalho de missões, ensinando as meninas daqui a importância e o valor de um movimento em prol de outra vida.

O Senhor todo poderoso foi, majestosamente, trazendo profissionais para se juntaram ao Mundo Belas, doando seus serviços e formando uma equipe de excelência para me ajudar nessa caminhada.

Em um primeiro evento no Dondo, uma cidade na África, consegui comprar capulanas – um pano tradicionalmente usado pelas mulheres em Moçambique – e contratar costureiras para que os vestidos fossem entregues com maior rapidez para as trinta e oito meninas que nem sonhavam que a moda africana seria feita um dia especialmente para elas.

          Hoje a empresa Mundo Belas, possui uma confecção em Nampula-Moçambique, com costureiras e ajudantes que trabalham na confecção e distribuição dos nossos vestidos, feitos em tecido africano e enviando assim com rapidez às meninas belas do Dondo-Beira, Liupo-Nampula e Macapala-Nampula. 

O Mundo Belas está alcançando várias regiões da África, e agora com a ajuda das parcerias com empresários e pessoas ligadas ao trabalho de missões, através do sistema de cotas, estamos começando a sonhar em pisar em novas terras.

Quanto mais parceiros tivermos, mais cidades serão alcançadas, transformando assim a vida de mulheres que estarão sendo estimuladas a se profissionalizar em corte e costura, mudando a realidade dessas meninas, tratando-as com amor, capricho e dignidade, dentro de sua própria cultura Africana.

          Posso ver a cada passo do Mundo Belas, portas se abrindo, e mais pessoas sendo tocadas a fazer parte de um empreendedorismo criado de forma muito natural. Através de palestras nas escolas, estamos também atingindo um público mirim, que demonstra a todo tempo o quanto estão interessados em ajudar e participar de trabalhos sociais. 

A minha maior missão de vida hoje é vestir e conscientizar as meninas de que, mesmo havendo inúmeras barreiras que as separam, existe a possibilidade de uma ligação, através de um coração disposto a ajudar.

Hoje consigo ter a grata satisfação de perceber que o maior abençoado não é quem recebe, mas sim aquele que tem o coração doador.

          Deus nos deu um lindo trabalho a ser executado, provou nosso coração e nos aprovou para essa bela jornada, que só poderia ter vindo direto do coração do Pai.

 

Vestindo princesas pelo mundo

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2019 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo