Revista Renascer

identidade na infância
Gerações

A construção da identidade na infância

Desde o nascimento, a criança possui a sua própria personalidade. Algumas sorriem e são curiosas, outras são irritadiças e temerosas. Mesmo ainda bebês, com poucas semanas de vida, as crianças já apresentam diferenças. A identidade da criança é uma construção dinâmica da unidade da consciência de si, através das relações subjetivas, das comunicações, da linguagem e das experiências sociais. É um processo rodeado por perguntas, como: “Quem eu sou?”; “Como sou?”.  As respostas para essas perguntas são essenciais para a construção da personalidade e da identidade do ser humano.

Ainda bebê, a criança começa a se perceber como sujeito e desenvolve a consciência corporal para se organizar no espaço, já que ao nascer, o mesmo se vê totalmente ligado à mãe, pois não compreende os limites que os separam.

Porém, no decorrer dos primeiros meses de vida, entre seis e oito meses, a criança começa a perceber que é um ser separado da mãe, iniciando assim o processo de construção da sua própria identidade. É exatamente nessa fase que começa a aparecer as diferenças, sejam elas comportamentais, emocionais e físicas de cada indivíduo, mostrando assim as singularidades de cada pessoa.

A construção da identidade se dá por meio das interações da criança com o seu meio social, o qual acontece em primeiro momento no seio familiar e logo depois em outros ambientes, como por exemplo, o escolar. A inserção da criança em um universo social diferente da família, favorece novas interações e amplia, desta maneira, o seu conhecimento a respeito de si e dos outros, gerando assim a autoimagem, que é constituída a partir das relações estabelecidas nos grupos que a criança frequenta.

Todo esse processo de conhecimento, novas interações, a cultura a qual é inserida, a educação, forma de agir, o que fazer e não fazer e as informações que recebe na infância, juntamente com os modelos de comportamento em que a criança está inserida, constitui a sua identidade, que produz o modelo de comportamento e a forma de ver o mundo do indivíduo.

A Palavra de Deus é clara quando diz: “Ensina a criança NO caminho em que deve andar”. (Provérbios 22:6). Portanto, devemos buscar ser exemplo para as crianças e sempre mostrar suas qualidades e pontos fortes desde a infância, buscando assim gerar uma identidade forte de quem elas são em Deus, andar com elas no caminho, e não simplesmente mostrar o caminho sem dar o exemplo de como agir.

Os pais ou responsáveis são os maiores exemplos. O que os pais fazem, as crianças normalmente seguem, pois, eles são a referência da nova geração!

Portanto, sejam cuidadosos na construção da identidade das crianças, pois elas são o nosso futuro!

A construção da identidade na infância

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo