Seja feita a Tua vontade

Seja feita a Tua vontade.

Quero compartilhar com os leitores da Revista Renascer um pouco da minha história de vida, pois creio que um testemunho pode mudar a vida de muitas pessoas!

Quero iniciar essa história com um texto bem conhecido –“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém”. (Mateus 6:9).

féNessa oração do Pai nosso há uma frase que me chama muita atenção: “E seja feita a Tua vontade”. A minha pergunta é: você tem coragem de falar isso em oração? A vontade d’Ele sobre a nossa vida é muito maior do que podemos imaginar.

Aos 13 anos eu descobri que Deus queria que eu fosse pastor. Aos 16 anos encontrei minha esposa Sandra. Ela tinha apenas 14 anos, e pensa como ela era linda! Aos 18 anos nos casamos com fé, coragem e quase mais nada. Eu sonhava em ser pai de menino, queria poder jogar bola com ele. Logo Sandra engravidou, mas perdeu o bebê. Ela precisou fazer curetagem, contudo a clínica não fez da forma correta e acabou deixando algo dentro dela. Com isso, metade do útero da minha esposa apodreceu. Ela sentia muitas dores. Além disso, falaram que ela jamais poderia ter filho.

Certo dia, falei com Deus: “Senhor, não aguento mais ver minha esposa dessa forma. Eu sei que o Senhor é o meu pastor, se o Senhor ver que ninguém pode curar a minha esposa, e nem o Senhor tem a capacidade para isso, prepare e  leve-a para a glória hoje”. Eu sabia que o Senhor tinha ouvido a minha oração e ela continuou viva e curada!

Logo após esse acontecimento, mesmo sem fazer nenhum exame, minha esposa me disse que estava grávida. Assim confirmamos o milagre e nasceu o Matheus, um menino lindo. No entanto, mal sabíamos que novas lutas viriam.

Quando o Matheus tinha 3 anos, descobrimos que ele estava com leucemia. Parecia que o Senhor queria tomá-lo para si. Uma noite, às 3 horas da manhã, ele começou a gritar “banheiro, banheiro!”, ele já fazia as necessidades sem ver.  Sandra o colocou no vaso e de repente ele apagou e parou de respirar. Imediatamente, peguei o telefone para ligar e me ajoelhei para clamar. Enquanto a Sandra falava “Volta! Volta! ”, eu orei: “não faz isso comigo Senhor, não faz isso! ”. De repente o sopro de vida veio no Matheus e Jesus o curou naquela hora, com um suspiro! Ele foi curado da leucemia! Que vitória!

Depois desse episódio, Sandra engravidou novamente e veio o segundo filho, Marcos Vinícius, que nasceu com epilepsia e hérnia. O que é isso para Deus? Nada! O médico queria fazer uma cirurgia nele, mas eu tinha que assinar um termo de responsabilidade, porque ficariam sequelas. Contudo, nós conhecemos alguém que faz cirurgia sem anestesia e ainda não deixa sequela: o nosso Deus!

A última vez que o Marcos Vinícius teve convulsão epiléptica, ele sufocou com o próprio vômito e mordeu o meu dedo. No desespero, eu coloquei a boca no nariz dele, puxei o vômito e fui jogando no chão. Eu falei para Deus que se dependesse de mim, não deixaria ele morrer. Fomos para o hospital e falei com Deus: “o Senhor curou o Matheus, e sei que pode curar o Marcos Vinícius também”.

De manhã no hospital, quando o Marcos acordou ele me falou: “papai, ontem eu fui para o cinema voando e lá tinha muitos brinquedos”. Eu sabia o que tinha acontecido: Jesus curou o meu filho na totalidade, e ainda colocou umas notas musicais lá dentro dele, pois hoje ele toca todos os instrumentos musicais! Não há impossibilidade para o nosso Deus! E assim continuo… “Seja feita a sua vontade! ”

Com sete anos de casado, morávamos em Senador Canedo e trabalhávamos na mesma empresa. Os chefes falaram que minha esposa precisava estudar para subir de cargo, e assim ela fez. Um dia, o Espírito Santo me disse para buscá-la no colégio. Deixei meus filhos com a minha cunhada e fui de ônibus para encontrá-la. Ao chegar em nossa cidade, ainda precisávamos andar mais 2 quilômetros para chegarmos em casa.

Quase 00:00, avistei dois homens encapuzados. Eles estavam esperando pela Sandra, mas não esperavam que eu estivesse junto. Falei para ela olhar para baixo, e não olhar para o lado. Eles deram voz de assalto. Pedi para que eles não fizessem nada, pois éramos crentes. Um deles pegou o revólver e me bateu. Eu não esboçava nenhuma reação, apenas falava para a Sandra se acalmar. Eles jogaram todas as nossas coisas no chão, bateram na minha mulher também e a violentaram sexualmente na minha frente. Nesse momento eu prometi para mim mesmo que mataria aqueles homens.

Quando terminaram, eles se foram e minha esposa ficou no chão, com a mão na barriga e chorando. Eu pedi para ela se levantar, mas ela não conseguia. Eu a carreguei e levei para casa, com o maior cuidado que podia.

No caminho, eu falei que não servia mais para servir a Deus, e que o sonho e a promessa de ser pastor era mentira. Por um ano fiquei morando em Senador Canedo, as pessoas contavam a minha história, mas não sabiam que era eu, até que decidimos ir embora do país. Deixei de ser pastor da igreja e fui ser pastor da minha mulher, fui cuidar dela. Os médicos a diagnosticaram com AIDS, e ela precisou tomar um coquetel de medicamentos. Eu queria morrer, mas sabia que não podia deixar a minha esposa.

Quando nos casamos o juiz me perguntou se eu prometia amá-la, respeitá-la, mesmo na dor, e por isso eu a amei mais do que a minha própria vida! Foi então que ela me revelou que há dois dias, um anjo havia passado ali, enquanto ela estava penteando o cabelo e a cobriu. Ela disse que sentiu as asas dele, e que aquele anjo do Senhor havia trocado o coração dela. Naquele momento ela liberou o perdão sobre aqueles homens e Deus filtrou o sangue de Sandra. O corpo dela foi purificado e ela foi curada!

Aí você me pergunta: como o senhor foi curado? Demorei dois anos para liberar o perdão, e só fiz isso quando Deus sentou comigo e batemos um papo de duas horas. Não consigo contar os detalhes aqui, mas eles estão no livro que escrevi. O que posso te dizer é que você ficará impressionado com o que Deus fez em mim, pois Ele faz coisas que nós nem imaginamos!

Eu, minha esposa Sandra e minha família continuamos com… “E seja feita a Tua vontade”, mas sabemos que… “Contudo, Senhor, tu és o nosso Pai”. (Isaías 64:8).

Adeildo José da Silva

Adeildo José da Silva

Casado com Sandra há 25 anos, pai de três filhos e avô de uma neta. Pastor em sete nações e escritor com três livros publicados: “O reencontro de Jairo 12 anos depois”, “Onde Deus está?” e “Os Quarenta inimigos da prosperidade”. Contatos: @pr.adeildosilva

Você também vai gostar de ver