Revista Renascer

magoa
Artigos

Mágoa: o cárcere da alma

Infelizmente, a mágoa é um sentimento comum dos seres humanos, caracterizado por uma sensação provocada a partir de um ato indelicado, decepcionante e ofensivo por parte de outrem.

Ao contrário de outros sentimentos humanos que são intensos e passageiros, a mágoa é uma sensação de desconforto que pode durar por muito tempo, em alguns casos até o fim da vida do indivíduo. Quando se diz que determinada pessoa “guarda mágoa” de uma situação ou pessoa, significa que existe uma mistura de sentimentos que varia entre o rancor, raiva e tristeza. Normalmente, a mágoa é fruto de uma grande decepção.

Nós sofremos mais por causa das pessoas do que pelas circunstâncias. As pessoas nos fazem chorar mais do que as situações ruins da vida. Feridas são abertas na alma e mágoas profundas se instalam no coração. Amizades são desfeitas, casamentos são abalados e relacionamentos sólidos entram em colapso. Nesse processo, a comunicação é rompida, o silêncio sobrevém e há uma substituição das palavras de amor. A desconstrução da imagem se torna uma verdadeira ação de desmonte.

Jesus tinha muitos motivos para estar magoado com as pessoas de sua época, por toda maldade que fizeram com Ele, mas mesmo assim, se humilhou diante de Deus:

“E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres”. (Mateus 26:39)

A mágoa é o resultado do adoecimento das relações humanas. Esse sentimento de amargura se instala no solo do coração e lança suas raízes, trazendo perturbação para a alma e contaminação para os que vivem ao redor.

Veja a seguir as principais características da mágoa:

  • A mágoa é uma prisão: a mágoa é o cárcere da alma. Há muitas pessoas vivendo cativas no calabouço do diabo, prisioneiras do ódio, acorrentadas pela mágoa e com a vida espiritual arruinada.
  • A mágoa é autodestrutiva: ferimos a nós mesmo quando nutrimos mágoa por alguém. Guardar mágoa no coração é como beber veneno pensando que o outro é quem vai morrer. Quem acumula ressentimentos vive amarrado pelas grossas correntes da culpa. Ficamos presos e carregamos o peso das pessoas nas nossas costas.
  • A mágoa traz doenças: há muitas pessoas doentes porque se recusaram a perdoar. Na igreja de Corinto haviam pessoas fracas, outras doentes e algumas que já estavam mortas em virtude de relacionamentos doentios. Tiago ordena os crentes a confessarem seus pecados uns aos outros para serem curados. “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” (Tiago 5.16).

Mas o que poderá nos libertar da mágoa? A Palavra de Deus liberta: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8.32). Jesus Cristo liberta: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8.36). É hora de sair do cárcere que prende a sua alma com as grossas algemas da mágoa, experimentar a liberdade do perdão e tomar posse da vida abundante que Jesus lhe oferece.

Saiba que somente o perdão apaga a mágoa. O salmista Davi orou pedindo a Deus para tirar a sua alma do cárcere. “Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome.” (Salmos 142.7). Isso confirma que apenas quando nos dispomos a perdoar é que seremos libertos das mágoas. Perdoar não é uma questão de sentimento, é decisão. Por isso, basta decidir perdoar e tudo vai acontecer para te ajudar.

Se posicione e você será liberto das mágoas, em nome de Jesus!

Mágoa: o cárcere da alma

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo