Revista Renascer Versão Digital

Artigos

Você se conhece? O que os temperamentos humanos podem revelar sobre você

Conhecer-se: palavra atual e tão necessária para a vida agitada que levamos hoje. Temperamento pode ser definido como uma combinação de características herdadas de nossos pais, avós e familiares, com fatores hereditários e de nacionalidade, raça, cor ou sexo. A teoria dos temperamentos humanos surgiu com Hipócrates, médico e filósofo grego que viveu em 400 a. C.

É importante ressaltar que temos um pouco de cada um dos temperamentos em nós, por isso, somos uma combinação de dois ou mais temperamentos, embora um seja predominante. O fato é que todos possuem pontos positivos e negativos e portanto, não devemos julgar a ninguém por suas características.

temperamento

Veja abaixo alguns exemplos de temperamentos:

  • Sanguíneo: apreciador da vida, alegre e otimista quanto ao presente e ao futuro. Amistoso e afetuoso com pessoas, compassivo e terno para com o próximo e suas necessidades. É aquele que mais consegue praticar a máxima bíblica. Alegra-se com os que se alegram e chora com os que choram. O ponto que pode ser melhorado é a praticidade e a organização, pois entra primeiro e depois pensa. É impulsivo. Aceita primeiro os desafios e depois vê as dificuldades. Desanima facilmente e pode explodir repentinamente, mas logo esquece. Deve buscar mais o autocontrole, a abstinência, a paciência, a bondade e a fé.
  • Melancólico: é sensível e medita ponderadamente sobre as suas emoções. É perfeccionista para si e para com os outros, e por isso, preocupa-se com detalhes. É amigo fiel e dá a sua vida pelos amigos. No trabalho, renuncia as próprias vontades em função de uma outra pessoa. Perde muita energia por tanto analisar-se e minuciar as suas emoções. É uma pessoa interessada na condição física e tem tendência a hipocondria. É muito emotivo e está sempre à flor da pele através da combinação: egocentrismo + natureza sensível. Por ser analítico e perfeccionista, tende a ser pessimista (vê o que ninguém vê). É crítico consigo e com os outros, e por isso não aceita 90%. Tem alteração de ânimo, que oscila muito da euforia à tristeza. Parece calmo e sossegado, mas a atividade mental é intensa. Apresenta dificuldade em perdoar e resiste em esquecer as ofensas sofridas. Deve buscar: desviar os olhos de si mesmo, ter mais amor ao próximo, despertar mais a alegria, paz, bondade, fé e autocontrole.
  • Colérico: é determinado em seus projetos, que são plenos de significado. É prático e eficiente na tomada de decisões rápidas. É líder rápido e ousado. É uma pessoa otimista, que visualiza apenas os objetivos e não as dificuldades. Pode ser tendencioso a irar-se, e isso o torna insensível a compaixão cristã, pois explode violentamente e guarda rancor. É vingativo e cruel, tendo uma grande tendência a ser ditador. Por guardar rancor, pode desenvolver doenças, como por exemplo a úlcera. Espiritualmente, apresenta dificuldade em ceder ao senhorio de Cristo, pois é impetuoso e age por impulso. Geralmente, faz críticas com declarações cruéis. É autossuficiente e possui uma autoconfiança excessiva, o que pode torná-lo arrogante e prepotente. De todos os temperamentos é o que mais tem necessidades espirituais. Deve buscar mais amor, paz, bondade, paciência, humildade e benevolência.
  • Fleumático: é espirituoso e bem humorado. Digno de confiança, mesmo não se envolvendo em demasia com o outro. Sabe trabalhar sob tensão e tem hábitos metódicos. É calmo, eficiente, zeloso e preciso. Pode melhorar a morosidade, a indolência e a falta de motivação. Deixa de realizar muitos projetos por parecerem ser trabalhosos, e por isso, parece mais ser espectador da própria vida, do que dono dela. Não gosta do desassossego do sanguíneo e da atividade do colérico, pois pessoas com esses temperamentos parecem que vão obrigá-lo a trabalhar. É provocador e tenta acabar com os planos dos outros para evitar ações que julga desnecessárias. É egoísta e obstinado e usa o egoísmo como defesa. Resiste a mudança, pois não quer despender mais energias. Quer manter-se conservador para não mudar. É indeciso, isso porque teme comprometer-se. Deve buscar mais amor, bondade, docilidade, temperança e fé.

Não importa como estamos atualmente, o nosso temperamento pode ser controlado através de uma vida íntima com o Espírito Santo. Para isso, observe-se e realize uma auto análise; confesse todo pecado conhecido; seja completamente submisso à Deus e agradeça a Ele pela plenitude em sua vida.

A renovação da nossa mente pode auxiliar nesse caminho.

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12:2)

Você se conhece? O que os temperamentos humanos podem revelar sobre você

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo