Revista Renascer Versão Digital

saúde do homem
Saúde

Saúde do homem

De todo aprendizado que tive durante esses meses convivendo com a pandemia causada pelo Coronavírus SARS CoV 2 de origem chinesa, um dos maiores que tive foi a desmistificação de que sexo frágil é o feminino. Nos últimos informes epidemiológicos cedidos pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, os homens representam 60% dos óbitos, e em outros locais essa desvantagem masculina alcança 70%, como na província de Hubei, berço dessa famigerada infecção viral.

Muitos pesquisadores atribuem essa tendência de mortalidade à proteção pelo estrógeno ou pela experiência de gestação, que habilita a mulher ter maior controle ou tolerância do seu sistema imune, impedindo cascatas inflamatórias incontroláveis, sabidamente responsáveis pela destruição do próprio tecido do corpo humano. De fato, a explicação hormonal é verossímil para alguns agravos, a exemplo dos cardiovasculares, cuja mortalidade entre os gêneros somente se iguala a partir do climatério.

Para mim, e percebam bem, a opinião é pessoal, ou seja, não é uma verdade científica, mais do que diferenças constitucionais, temos um maior desmazelo do homem quanto aos seus cuidados pessoais. Sinto isso em meu consultório, enquanto as mulheres comparecem ao atendimento pela apresentação de uma dor no peito mais atípica possível, fora das características de uma angina ou infarto cardíaco, grande parte dos homens aparece somente carregados por algum familiar e após muito tempo do início dos sintomas.

Não raramente, os relatos que ouço são os seguintes: “- Doutor, não sei por que estou aqui, o meu açúcar do sangue está em torno de 400, mas continuo trabalhando normalmente, não sinto nada”, ou “- Minha pressão normal é 16 por 10, com esse valor, não sinto dor de cabeça ou tonteira, o problema vem quando ela abaixa, pois aparece o sono e não consigo fazer mais nada”. Ledo engano o nosso! Por essas e outras, a expectativa de vida masculina é inferior a do sexo oposto em sete anos no Brasil, 72,8 contra 79,9 anos, respectivamente.

Tudo o que Deus faz é perfeito. Temos uma explicação na natureza. Quanto maior for a preservação de nossas reservas orgânicas, mais prolongado será o nosso tempo de vida. Como ilustração, temos o ritmo de vida de um beija-flor, que é alucinante. Suas asas batem 80 vezes por segundo, e em repouso, o coração possui a frequência de 500 bpm, chegando a 1200 bpm, em seus voos de 80 a 100km/h, no entanto, a sua expectativa de vida é em média de 3 a 5 anos. Em contrapartida, o elefante, com todo seu corpanzil, vive de 60 a 70 anos, por preservar um ritmo cardíaco de 25 a 35 bpm, isso quando caminha nas savanas a 3 a 6km/h ou no máximo 40km/h em seus trotes.

De todo o exposto, homens, a mensagem principal a ser apreendida, resume-se ao que Salomão nos ensina no Capítulo 3, versículos 7 e 8 do livro de Provérbios: “Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema o Senhor e evite o mal. Isso dará a você saúde ao corpo
e vigor aos ossos”.

O homem é mais dado às práticas nocivas de saúde, bebem e fumam mais, tendem a práticas sexuais mais desprotegidas e com mais parceiras e expõe-se a mais situações periclitantes com intuito de demonstrar virilidade, e assim, são mais imprudentes na direção automotiva e entram em conflitos corporais por menor que seja a afronta à sua honra.

Para os jovens, a maior causa de mortalidade recai sobre a violência, tráfico de drogas, homicídios e acidentes de trânsito, nos quais os meninos perfazem cerca de 80% dos mortos. Entre os adultos, doenças cardiovasculares, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral, e também o câncer de próstata, figuram entre os algozes de nossa população. Triste saber que uma pequena dose de orientação e medidas simples podem transformar essa realidade, basta querermos.

Por isso, ir ao urologista depois do 45 ou 50 anos, fazer o toque da próstata e colher o exame laboratorial PSA e a ultrassonografia, contribuem para a detecção desse câncer em fase inicial em 98% dos casos, ou seja, uma simples ressecção traz a cura sem que venha a indesejável incontinência urinária ou prejuízo no desempenho sexual.

Além disso, exercitar-se com regularidade, uma caminhada de 40 minutos a 1 hora, cinco vezes por semana, alimentar-se com bastante frutas e verduras, limitando doces e gorduras e não abusando do álcool, no máximo uma ou duas taças de vinho favorecem a manutenção de um sistema cardiovascular saudável. Não se esqueça de procurar o médico de sua confiança para os exames habituais de glicemia, colesterol e para avaliação cardíaca.

Somos os sacerdotes de nossos lares. Por mais que a sociedade moderna tente ridicularizar o homem, diminuí-lo em seus atributos e funções, Deus nos vê com outros olhos, Ele nos vê como seres de influência, de caráter e de encaminhamento das futuras gerações.

Voltando aos elefantes, observaram-se vários indivíduos jovens com agressividade acima do normal, matando rinocerontes brancos no Parque Nacional de Pilanesberg, noroeste da África do Sul. Biólogos e administradores do parque compreenderam que esses machos não sabiam lidar com a elevação da testosterona e puderam contornar a crise interespécie, quando trouxeram elefantes adultos de outros parques para servirem de referência aos adolescentes rebeldes.

Portanto, cuidem-se homens, perseverem, vivam a realidade cristã, não somente por vocês, mas sobretudo por suas famílias e com a tarefa de construção de uma sociedade mais justa, dentro do que Deus almeja para nós, criaturas feitas à Sua imagem e semelhança.

Saúde do homem

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Igreja Batista Renascer.
Telefone: (62) 3202- 4968

2020 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo